DICAS DE OTIMIZAÇÃO

Quando se precisa de realizar uma tarefa em que temos de ser brilhantes, temos de conseguir ativar o estado de Flow.

Neste estado as nossas capacidades físicas e mentais são exacerbadas ao máximo. Para se entrar nele é preciso reunir certas condições que passam por satisfazer as necessidades fisiológicas do organismo.

O principal ‘combustível’ são certos neurotransmissores cerebrais, substâncias que permitem a comunicação entre as células nervosas. Assim que estas substâncias se esgotam, já não é possível manter o estado, mas é possível voltar a promover a sua acumulação.

Este é o processo de otimização humana, em que preencher as necessidades fisiológicas é a chave da saúde, performance e vitalidade.

TESTEMUNHOS

Como praticante de artes marciais e musculação desde os meus 14 anos, a incidência de lesões tem sido uma situação constante na minha vida. Com o apoio da equipa da Saúde Escudeiro, tenho conseguido manter-me saudável e equilibrado dando assim continuidade às minhas práticas desportivas, tendo já evitado várias situações de lesão e cirurgias.”

Pedro Pacheco

“Em Fevereiro de 2017, fiz um traumatismo craniano, que me deixou, durante vários meses, com tonturas, fortes dores de cabeça  e perturbações de sono. Durante este período, fui seguida em neurologia e medicada, mas os sintomas não passavam. Decidi voltar a contactar a equipa da Saúde Escudeiro onde já tinha realizado consultas de osteopatia e recuperação pós-parto. Após avaliação, foi-me proposta a terapêutica com biofeedback. Fiz 12 sessões, e logo na segunda ou terceira sessão, comecei a sentir melhoras no meu estado geral de saúde. Com o acompanhamento da Saúde Escudeiro consegui regular as minhas reacções fisiológicas e emocionais e ter de volta qualidade de vida. Muito Obrigada! “

Mafalda Catarino

“Um relacionamento baseado em muita empatia e total confiança é assim que descrevo a minha ligação à Saúde Escudeiro. Conheço esta equipa desde 2007 e sempre admirei o seu excelente profissionalismo no qual destaco a parte humana com que orientam a relação paciente/terapeuta. Parabéns a todos pelo vosso trabalho!”

Margarida Canoza

This post is also available in: Inglês Francês