Artigos

 

Quando estamos numa loja a ver os produtos e as assistentes de loja nos abordam perguntando se precisamos de ajuda, invariavelmente responde-se: ‘Só estou a ver, obrigado!’ Da mesma forma, quando abordamos o assunto da dor, com as pessoas que nos procuram clinicamente, naquilo que ela é, um fenómeno do cérebro, a resposta que obtemos é: ‘Mas a mim dói-me mesmo!’
Continuar a ler